O que é auto-ajuda?

Auto-ajuda refere-se a qualquer coisa que possa ajudar o indivídua a si transformar, melhorar. Seja aprimorar na forma econômica, espiritual, intelectual ou emocionalmente. Hoje é um lucrativo ramo literário.

Os critícos afirmam que esse tipo de literatura vendem falsas esperanças, iludindo uma camada desdesperada da população. Segundo, a CBL – Câmara Brasileira de Livros – em 2000 o segmento de livros de auto-ajuda cresceu 7% no Brasil.

Confesso, eu tinha um certo preconceito quanto a esse gênero literário, isso porque achava vinculado ao charlatanismo e não me imaginava nesse tipo de nicho de mercado. Hoje, alguns livros de auto-ajuda encontram na lista dos livros que pretendo reler. Três dos quatro livros que estou lendo são de auto-ajuda e vários já estou juntando dinheiro para comprar. Não pretendo ficar presa a esse tipo de leitura, mas, sinceramente estou adorando.

A principal dica que dou é “não acredite em milagres”, mudanças reais necessitam de tempo, livros que prometem soluções em uma semana, com certeza, estão na coluna do charlatanismo.

Para mim, os livros funcionaram um pouco. Acho que cresci muito mais trabalhando com meu cunhado e aprendendo na prática que o mundo é bem diferente do que na teoria, do que lendo esses livros. Mas alguns conceitos, filosofias ou ideias venho seguindo. A segunda dica é “mescle”, você não precisa seguir o conselho do seu guru (kkk) completamente, aprenda alguma coisa, aplique outras e jogue o que não achar interessante fora. Algumas coisas são totalmente inaplicáveis outras devem ser melhoradas e algumas são,simplesmente,  boas do jeito que são.

Você não é culpado por todo o mal que tem na sua vida, com certeza. Mas será capaz de transformá-la se tomar as rédeas dela.

Continuar lendo

Anúncios

O que é “Vintage”?

Eu sempre tenho algumas dúvidas sobre o que é alguma coisa, então, decidi criar essa tag para tirar essa dúvidas.

O que é VINTAGE?

O vintage nasceu em  Paris, Londres e São Francisco (USA), foram as cidades onde os brechós ou second hand ( segunda mão) ganharam fama. Sugriu do conceito antimoda, individualismo e multicultural. O objetivo era atingir pessoas com alto senso fashion com pouco dinheiro e interesse em customizar e transformar seu universo fashion. Daí foram acrescentados o conceito de não consumismo e ecologicamente correto. O vintage é hoje um estilo de vida e grande segmento no mundo da moda.

‘Vint + age’ é uma expressão inglesa utilizada pelos produtores de vinho e significa ‘a idade do vinho’. Não refere-se somente a moda, na verdade, tudo pode ser denominado dessa forma. Basta ser referência nas décadas de 50, 60, 70 e 80, esse estilo transforma em tendência o melhor de todas as décadas.

Como qualquer estilo o segredo é moderar, nada de exageros. Blusinhas xadrez, calça cintura alta, blusa bambolê… O vintage hoje é usado para roupas usadas e de grife, que tenham um lugar importante e que possam definir o estilo de uma época.

Continuar lendo