About Dy

Márcia AraújoDyeLL Araújo: Jorge tem uma descrição legal sobre mim. Para ele, sou o tipo de menina boazinha que se esconde numa carapuça de menina má, será? Para mim, é um jeito otimista de vê as pessoas. Não sei se sou assim, na verdade, até seria se quisesse, mas isso estragaria todo o brilho da minha personagem. Então, prefiro não sujar minha fama de “menina malvada”. Faço caras e bocas, e vocês acreditam no que sou. Dizem que manter as aparências é o que importa. Eu mantenho a minha. Mas de vez em quando faço bem, ai de quebra ainda salva uma alma. Uma espécie de promoção ajudo alguém e grátis salvo uma alma. É um dom!

Costumo dizer que minha vida é um “BIG BROTHER MEXICANO”, “O SHOW DA DY”,  “WORLDDY”… Algo assim! E só eu não sei disso, mas claro desconfio porque não sou “marido corno”, né? Lá no México meu programa é bem conhecido e famoso, todos os adoram. Talvez minha vida seja uma série dos anos 60, ainda transmitida em “preto e branco” ou uma novela sem pé nem cabeça. Porque só assim eu consigo explicar acontecimentos surreais, situações dramáticas e hilárias, que na vida real não aconteceriam. Eu ainda não fui abduzida, mas acho que meu programa ainda dá audiência e eles não precisam apelar.

QUEM SOU? Márcia Danyelle, católica, paraibana, 1,60, O-, órfã de mãe, olhos e cabelos pretos, escritora amadora, sonhadora em tempo integral, namorada apaixonada, filha dedicada, irmã babona, amiga fiel, economista, estudante de administração, concurseira profissional.

Amo : minha família, Natalício, praia, internet, cozinhar, ler, escrever, chocolate, pipoca, cinema e coca-cola. Conversas intermináveis, lasanha, comida japonesa, sábados, céu estrelado, luar refletido no mar, o cheiro da minha mãe, livros, chuva, tardes de ócio, fantasias, romances, amigos, beijos, massagem e maquiagem.

Odeio: Aparecer, falar em público, amizade com ex, ser trocada, ciúme, falsidade, mentira, saudade, TPM, solidão, cólica, desamor, competição, traição, broncas em público (pensando bem, broncas em todo lugar…), lavar louça, preconceito, que me imitem, fofoqueiros e gente que pergunta já sabendo a resposta.

Mais sobre mim…

“MODO DE USAR”

Márcia Araújo

Saiba chegar.Você pode invadir ou se aproximar com delicadeza, mas me faça perceber suas intenções, não tanto, poderá me assustar. Me ensine o valor de sua presença até com a ausência: me faça sentir saudade, e quando presente conte coisas que me façam rir, pensar, sonhar, acreditar, pode se abrir, acredite em mim quando digo que posso ser seu porto-seguro, sua cúmplice ou companheira, basta você querer.

Aproveite que está presente e me faça uma massagem, me toque, preferencialmente, os cabelos, beije-me muito, preferencialmente, pescoço e nuca. 

Não esconda seu passado. Não grite comigo, esse tipo de atitude pode causar reações adversas, por mau hábito, poderei revidar ou, por manha, poderei chorar. No segundo caso, recomendo que me adule, dê beijinhos, abraços, conte uma piada e diga-me que passou, mesmo não tendo passado.

Aliás, repeite meu choro, minha vontade de ficar sozinha, minha TPM, minha eterna busca pelo auto-conhecimento. Não gosto de ser contrariada… Pensando bem, talvez goste. Então, deixo a teu critério a livre escolha de quando me contrariar.

Não me faça promessas, principalmente, aquelas que não poderá cumprir. Festas familiares, assaltos, baratas e amizade com ex. namorada me assustam. Tenha amigos para apresentar a minha amigas, para garantir sua independência e para me fazer com suas histórias. Tenha planos para o futuro, um lugar para me mostrar e um segredo para contar. Não me conte todos, quero descobri-los também. E me mostre lágrimas, você não precisa ser só feito de carne.

Por falar em lágrimas, me mostre uma meia furada e algo que se envergonhe de gostar. Não esconda suas lágrimas, suas raivas, suas risadas e seus vícios… De vez em quando, dirija feito um louco para que possa reclamar, me deixe dá pitaco – eu adoro!

Me ligue, preferencialmente, no final da tarde para contar seu dia, pela manhã (eu acordo com um excelente humor) para me desejar bom dia, a noite me chamando para sair ou me botar para dormir.

Não me deixe esperando, já esperei demais por você. Não tenha ciúmes dos meus amigos, não crie fantasmas com o presente e nem com o passado, aceite que o último já exisitiu e nada possa fazer para mudá-lo.

Goste de ler, estudar, dançar, ouvir música, ficar parado, ouvid reclamações sem sentido, rir, arriscar, enlouquecer, sonhar… Me leve para dançar uma vez no ano, me fala enlouquecer mais que isso…

Não queira ser meu pai ou irmão, aceite que essas vagas já foram preenchidas. 

Não fume, não beba, chore e me contrarie, não espere que eu siga essa receita. Seja meu semelhante, meu amigo e companheiro, e não tente decorar meu “modo de usar” experimente somente me amar…

Minhas imagens

Adoções: Ovo Mechido - Adote um no Expresso Rosa!!

CURIOSIDADES      

. Eu chupei “bubu” até 10 anos;
. Eu adoro desenhos da disney;
. Quando THE SIMS 1 chegou aqui em casa eu fingi está doente e joguei 15 horas initerruptas;
. Já fiquei 14 horas na internet;
. Meu primeiro animal de estimação foi um coelho (Tututa) e ele morreu com veneno de rato;
. Meus gatos eram: Buba, Gatosa, Pantera, Chaninha, Chaninho, Seyah, Shyriw e Mimi;
. Só tive dois cachorros: Phoenyx e Lady;Lady encontrou a mãe e foi embora (foi essa a desculpa que meu pai deu quando levou Lady embora);
. Graças a Kamylla eu já sofri um acidente de carro;
. Fui assaltada 4 vezes: Primeira no Água-Fria (roubaram meu celular); Segundo em Tambaú (roubaram meu celular); Terceiro em Tambaú (roubaram minha bolsa); Quarto na Praça de Independência (roubaram R$10,00)

. Eu tenho três irmãos: Rodrigo (28 anos), Ramon (22 anos) e Bia (5 anos);
. Eu tenho uma sobrinha: Júlinha;
. Minha boneca favorita lembrava muito Zacarias e todo mundo a chamava de Zacarias, mas seu nome era Ana Márcia;
. Eu doei vários brinquedos da minha infância, mas guardo um urso (da maritel) e uma boneca (Maria Fernanda) ambos com 24 anos;
. Eu tinha muito medo de: Ladrão, Fantasma, Vampiro, Dinossauros, Barata e Tubarão;
. Falar em Tubarão, não há cristão que me obrigue a entrar menstruada na praia muito menos em Recife;
. Já fui loira, ruiva e morena;

. Eu fiz xixi na cama até os 8 anos;
. Uma vez tive uma crise de sonambulismo levantei e fiz xixi na cama de Rodrigo;
. Fiz bagunça no enterro da minha avó, aliás, apanhei no enterro dela;

. Quando minha avó morreu escutei a voz dela;
. Brincavamos de tribunal no quintal de casa;
. Eu já tive: Lango-Lango, boneca da She-ha, Barbie Roqueira, Escrivaninha e Cozinha da Barbie, Lego, Playmobil, power-rangers, Barbie diversas, Thereza, boneca meu bebe, Chuquinha, DISCO de Carrossel e de Chaves, Disco do Michael Jackson, Disco do Balão Mágico, Xuxa e Sérgio Malandro;
. O primeiro filme que assisti no cinema foi: Uma cilada para Jorge Rabbit;
. Eu nunca entendi qual era a da Betty Bopp;
. Eu achava que se dizia: “um bigo”, ou seja, se por um acaso você fosse clonado só era: “bigo”, mesmo. Ou alguém que quisesse ver seu umbigo pediria: “Mostre ai o bigo”;
. Eu já tive: Amidalite, Hernia, Pedra na Vesicula, Gastrite…;
. Eu tenho cicatriz no joelho, na barriga, no “bigo”, na bunda, na cabeça…;
. Eu inventava um monte de história;
. Já ganhei prêmio por melhor poesia, melhor livro infantil (duas vezes);
. Eu amo gibi da turma da Mônica, mas detesto o Bidu, adoro o Horácio;
. Eu não gosto de Filosofia;
. Eu já cai num buraco, já bati a cabeça no orelhão, já cai de muro, já derrubei o muro (em cima do registro d´água);
. Já rasguei roupa de amiga, já fechei a porta no dedo de Henrique, já machuquei o olho de Ramon com a antena, já bati o balanço no olho de Yure, quase ceguei Kaline com talco, já chutei a canela da minha madrinha e das minhas tias…
. Primeiro show que fui foi de chiclete com banana, com Rodrigo;
. Já fui para show de: Capital Inicial (2x), Chiclete com Banana (3x), Biquine Cavadão, Paralamas do Sucesso (4x), RAPPA, CPM 22, Marcelo D2, Titãs, Kid Abelha (2x), Ivete, Banda Eva, Asa de Aguia, Netinho, Aviões do Forró (3x), Daniel…
. Eu só ganhei o CD de Mamonas Assassinas depois que comi duas mangas;
. Eu já tive catapora, papeira, sarampo…;
. Eu já tive Ramister, Gato, Peixe, Cachorro, Coelho, Abelha, Joaninha e Borboleta;
. Sempre no meu aniversário alguém dava presente para Ramon não se senti excluído;
. Um ano que painho e mãinha não tinham dinheiro no Natal minha madrinha me deu o Kem e a Barbie, mãinha deu o Kem para Ramon e comprou uma bola para Rodrigo;
. Meu primeiro beijo foi as 14 anos em Pombal;
. Eu tive um namorado durante dois meses e nunca o beijei;
. Só beijei meu primeiro namorado depois de um mês de namoro;
. Eu esqueci de dar água ao meu hamister numa viagem para Gramame e quando voltei ele tinha morrido (foram dois dias no sol e sem água);
. Eu já criei girino;
. Minha gata Pantera morreu atropelada pelo meu pai;
. Minha gata Gatosa morreu quando o leite pedrou (ela era a mãe de pantera);
. Choro sempre que assisto “Meu primeiro Amor”;
. Passei dois meses dormindo com meu pai quando vi a cena da “Menina do corredor” (meu pai escreveu para A FOLHA SP para saber se realmente a lenda era verdadeira), até hoje tenho medo dela;
. Fiquei de castigo levando Ramon para fazer cocô até ele deixar de ter medo da “Loira do Banheiro”;

. A última vez que vi minha mãe foi na noite de Natal (24/12/97);
. Minha religião é católica, mas acredito em espiritismo – é mais forte do que eu;
. Sempre sonhei em fugir com o circo;
. A primeira novela que acompanhei foi “Que Rei sou Eu?” e depois “Quatro por Quatro”;
. Eu assistia “Chiquititas”;
. Meus apelidos eram: Abobrinha, Murisca, Muriçoca, Kiko, Beiçola, Dóris, Tainá…;
. Hoje em dia me chamam: Marcinha, Dyell, Dy, Maçola, Márcia, Linda, Dany…;
. Eu sempre invento apelidos estranhos;
. Meu sonho era que no meu aniversário a nave da xuxa vinhesse me buscar;
. Minha mãe cortou meu cabelo curtinho quando eu coloquei de proposito chiclete nele e o pessoal pensava que eu era um menino. Uma vez, um homem pegou na minha mão e disse que era feio um menino de esmalte (velho idiota, eu usava brinco e tudo!);
. Uma vez eu inventei que um ladrão que tinha fugido de São Paulo estava atrás de Ramon e ele acreditou (na verdade, ele, Kamylla, Kaline, Henrique e no final, até eu);
. Uma vez armei uma vingança contra o vizinho onde passariamos pimenta no bombom que dariamos a ele, eramos crianças tão lisas, mas tão lisas, que tivemos que juntar dinheiro para comprar o bombom. Roubamos a pimenta e sem querer passei na minha boca (ops!), quando Kaline, Henrique e Ramon riram passei em cada um. No final, tivemos que lamber sabão, os quatro;
. Eu quase ceguei Kaline com Talco;
. Eu enterrei minha pulseira (linda!) de ouro e nunca mais a achei;

Coisas do passado, já que o assunto é passado, ou deveria ser…
*Eu sempre quis ser rainha do milho;
**Me empurraram de bunda naquelas florzinhas vermelhas cheeeeias de espinhos, que tem tbm amarela; [doooooeuuuuu]
***Eu nunca tive a botinha da Xuxa :( ;
****Eu tinha medo do Bozo, da Vovó Mafalda, da Maria Algodão, do Demônio da Lambada (merece um *)….Ah eu não era Fã do Blanka e detestava Zanguef (ta errado, sei!) tinha cara de burro;
*****Eu dançava lambada! ADOCICA MEEEU AMOR ADOCICAAAAA;
******Meu cabelo parecia um cogumelo;
*******Eu adorava carrossel, odiei carrossel das americas e queria um carrinho do Sirilo;
********Eu acreditei qndo uma menina da sala disse que era sobrinha da xuxa…
*********Eu era muito malvada!

Anúncios

5 comentários sobre “About Dy

  1. Luciana Patrícia disse:

    pensa assim IBOPE, IBOPE, IBOPE!
    Quer coisa melhor, todo esse ódio acumulado, toda essa falta de amor…
    só pode ser IBOPE, querida.
    elas te odeiam pq vc é chique!
    você pode!

  2. NIRAVA GULABO disse:

    Menina eu SUPER CURTI SEU BLOG, sua definição maravilhosa de si, o psot de que é feia, flor, e de tédio furou o asfalto – que desiquilibra com peso…e de boca santa ainda ,vez ou outra, salva uma alma..rs…meu,rs, tem uma clone sua aqui….kkkkkkkkkk
    A dica do livro gerência da máfia é uma catarse. Se somos animais, racionais, nada como rir do nosso lado bestial, para integra-lo.
    Super vou anexar este blog nos favoritos. Obrigada por compartilhar. Beijos de Sampa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s