Boa educação, por favor

Quando se fala em boa educação pensamos logo em grau de escolaridade. Não! Algumas pessoas são educadas independente de onde estejam, simplesmente, são. E basta viver para saber como as pessoas são mal educadas. As vezes, você vai em um tribunal e lá tem gente mal educada (seja o  juiz, servidor ou servente) e em qualquer canto. Trabalho numa Universidade e sinto isso na pele, educação que não melhora com o grau de escolaridade. Pois se fosse assim no meu trabalho deveriam haver as pessoas com melhor educação, não? 

Educação vem de berço, mas com a globalização da família e a ausências dos pais fica difícil educar um filho. A escola, que deveria ser responsável por parte da educação, acabou sobrecarregada cheia de obrigações. Em relação a isso, a escola deveria auxiliar e não educar completamente. Os pais acabam deixando o ônus de educar de lado isso devido a culpa pela ausência. Não se pode apenas passar a mão na cabeça e aceitar todo tipo de comportamento em nome da “paz familiar” e da “culpa.  Reparando nos shoppings, nos ônibus, nas salas de aula, no ambiente de trabalho, cinema, trânsito… Todo canto há gente mal educada e parece ser uma epidemia mundial.  Embora devesse haver, não há uma correlação entre uma boa educação e nível de escolaridade, religião ou o que for. A impressão que temos é que os educados são minoria e são tratados como bobos pelo resto do mundo.  Já vi muita criancinha pequenininha pedindo com licença (meu primo), agradecendo ao receber algo ou coisa assim.

Minha irmã, uma pena, é uma menininha mal educada. Costuma não dá bom dia ou agradecer as pessoas que estão a sua volta. E isso, quase sempre, me dá nos nervos, pois não sou assim. Minha cunhada costuma dizer que pareço uma criancinha que está aprendendo a ter educação sempre dizendo ” muito obrigada” e “com licença”.

Mas o lado bom da coisa é que nunca é tarde para aprender.

Fale sempre (ou o máximo que puder) num tom tranquilo e baixo, usando palavras que mostram-se educadas e gentis – por favor, bom dia, obrigada, boa tarde, boa noite, com licença, por getileza…

Se você for mulher, pergunte a si mesma se não gostaria de um homem fino, elegante e bem educado, aposto que a resposta será sim. Então, pense se esse tipo de homem gostaria de uma mulher que não estivesse no seu nível de educação. Aposto que a resposta também será afirmativa. Em algumas famílias é normal que pais se tratem mal chamando um ao outro de burro, idiota…, o que, para mim, não é normal.  Crianças absorvem tudo que está a sua volta, sendo essêncial para a formação de uma criança com boa educação que seu lar seja repleto desses valores.

Em empresas também. Sua educação não precisa ficar da porta da empresa para fora ou para dentro. Deve ser usada em todos os lugares. Se você é empresário preste atenção em como está se tratando, como seus clientes estão sendo tratados e como seus funcionário são tratados. Mal tratar um subordinado caracteriza-se assédio moral, além de destruir o clima na empresa. Comece a partir de agora a construir um clima melhor em sua empresa, criando uma política do bem estar.

Sobre educação fica um bom ensinamento Trate os outros como gostaria de ser tratado.

Anúncios

Um comentário sobre “Boa educação, por favor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s