Reeducação alimentar (#200diasparaficarmagra)

Com 55kg (maio de 2008)

Com 55kg – maio de 2008

Para quem nunca veio aqui no blog sou Márcia Danyelle, DyeLL Araújo, sou casada a dois anos, tenho um bebê de seis meses. E sou dona desse blog há oito anos. Mas fazia mais de dois anos que ele não era atualizado. E embora ele estivesse no auge de sua visitações, chegando a receber mais de 500 visitas por dia, eu estava meio desanimada para atualizá-lo. E eu ficava triste por não ter vontade de atualizá-lo e por deixá-lo abandonado. Achava que o blog estava igual aos outros, me revoltava vê as pessoas copiando em número e grau os meus posts e decidi deixá-lo de lado mesmo.

Mas no início desse mês me deu vontade de voltar a escrever. Eu tinha muita coisa para dividir com vocês, falar de festa, de casamento, de maternidade e de perda de peso. Na verdade, eu sentia vontade de dividir meu universo com vocês, desventuras e aventuras. Então, se eu disser que esse blog terá um assunto específico estarei mentindo pretendo falar de: MATERNIDADE, CASAMENTO, FESTAS, PRODUTOS, MAQUIAGEM, VIDA, 30 ANOS, LIVROS, FILMES E PROJETO DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR…

E é sobre esse último assunto que pretendo falar agora: PROJETO REEDUCAÇÃO ALIMENTAR


Quando comecei a namorar meu esposo, Natalicio, eu pesava 55kg. Acho que foi o auge do meu corpo – meus braços estavam magros, não tinha muita barriga e até uma certa bun, pois até aquela época eu era muito magra. Cheguei a 60kg alguns meses antes de casar. Mas me casei estava pesando 57kg, depois de um regime e academia. Tendo, novamente, 60kg quando engravidei. Quando Natan nasceu eu estava pesando 76kg e hoje, estou pesando 67kg e muito infeliz com meu corpo.

Não foi de uma hora para outra que engordei, foi um processo. Foram muitos refrigerantes, coca-cola, brigadeiros e salgadinho que me tornaram o que sou hoje. Mas me reeducar é mais que uma questão de estética, é uma necessidade. Agora, como mãe. é importante educar através de exemplos e não posso dizer ao meu filho para se alimentar melhor quando eu não faço minha parte. Além disso, tive a infelicidade de perder minha mãe muito cedo e embora meu pai tenha me enchido de cuidados, uma mãe e seu carinho não podem ser substituídos. E isso pesa muito na minha decisão de reeducar cuidar do meu filho dando qualidade de vida a mim e consequentemente a ele.

Eu preparei um projeto para perder peso até o aniversário dele, #200diasparaficarmagra e em breve estarei explicando como ele irá funcionar. Por enquanto, vou deixando-os na curiosidade.

Nova coleção esmaltes colorama

Vocês já se perguntaram sobre essa febre de esmalte? Como há tantos blogs especializados em esmalte? Será algo somente brasileiro?

Hoje estava me perguntanto sobre isso, qual o segredo dos esmaltes? Esmalte é moda porque é acessível ou é moda porque começou a pipocar nos blogs?  Penso em um efeito cascata, é uma moda acessível e por isso virou febre nos blogs e nas prateleiras. Quer coisa melhor do que ter algo da moda e super pelo preço de R$1,99 ou quase R$3,00? De repente, toda mulher quer ter um esmalte.

Eu sempre gostei de esmalte, talvez por não tê-los quando mais nova, decidi enlouquecer com eles. Nesse tempo de namoro/noivado Natalício deve ter me visto somente umas três vezes sem unha feita e olhe se foi muito isso.

Não que ele ligue… Natalício pouco se importa com isso, não gosta de maquiagem, detesta meu cabelo longo, prefere uma linha mais “in nature”

Eu já tinha lido, em algum canto, que essa nova coleção da colorama não saíria tão cedo e que as fotos tinham vazado na net. Semana passada minha cunhada chegou e me contou que tinha comprado um esmalte da nova coleção da colorama, nome MILITAR. Eu, na verdade, achei que era a coleção velha, já que essa não saiu ainda. De repente, uma colega de trabalho chega e me dá um esmalte dizendo que é da nova coleção. Tive que correr atrás das minhas fotos para descobrir que realmente se tratava de um esmalte da nova coleção. Sendo assim, essa “estória” de vazamento é lenda, talvez tenha sido estratégia de MARKETING.

Eu fui obrigada a tirar meu arco-íris para fazer um pequeno teste e vê se essa cor me agradava ou era muito parecido com o absinto. A coleção é composta pelas sete cores: Clássico, Jeans, Militar, Tapete Vermelho, Clubber, Hippie Chic e Rock (na mesma ordem da imagem).

A cor é linda e já pode ser considerado um substituto para o Khaki Vert da Chanel que ainda não foi nem lançado ainda.

Hits Speciallité

Você sempre tem a impressão de que em João Pessoa as coisas chegam depois, quando vê todo mundo cheio de coisas maravilhosas nas unhas e você boiando sem nada. Então, vocês imaginam minha surpresa ao chegar na Loja Missiana e encontrar todas as cores de esmalte que eu estava procurando? E ainda escutar da proprietária que ela lia meu blog. :o. Fiquei, definitivamente, sem palavras.

Continuar lendo

Eu já fui…

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre o mundo…

 

Loira:

Morena:

 

Ruiva:

Então, acreditem quando falo que o ideal é deixar o cabelo ao natural. Estraga bem menos o cabelo e a pessoa sem retoque tem aquele charme de ser natural. Num mundo tão arficial pessoas sem retoque, sem química e etc, deveriam ter um ponto a mais.

Mas além disso, se querem uma dica vermelho dá muito trabalho, retoque é quase quinzenal, desbota nas roupas e em todos os tecidos. O loiro requer muito cuidado e se seu cabelo estiver estragado o loiro logo deixará em evidência.

Confesso, que adorava ser ruiva. Eu usava uma tinta deliciosa, de nome cereja, que nos primeiros dias deixava meu cabelo com cheirinho de cereja (super cara!). Mas, como disse, requer um dinheiro que na época era bem acima das minhas posses cada tinta era R$25,00, além do shampoo, condicionador, creme e silicone que eu usava eu gastava quase 100 reais por mÊs com meu cabelo.

Num dia de loucura fui para o salão e pedi para ficar loira. Fiquei super loira. Ai meu cabelo foi para o espaço, tive que escurecê-lo e começar o ruivo todo de novo. Eu não pretendia voltar a ser morena, mas Natalício preferia e eu estava gastando todo meu dinheiro com meu cabelo, então, acabei unindo o útil ao agradável.

Albemária, minha amiga, também já foi loira, mas acho que ela ficou melhor morena:

O que é “Vintage”?

Eu sempre tenho algumas dúvidas sobre o que é alguma coisa, então, decidi criar essa tag para tirar essa dúvidas.

O que é VINTAGE?

O vintage nasceu em  Paris, Londres e São Francisco (USA), foram as cidades onde os brechós ou second hand ( segunda mão) ganharam fama. Sugriu do conceito antimoda, individualismo e multicultural. O objetivo era atingir pessoas com alto senso fashion com pouco dinheiro e interesse em customizar e transformar seu universo fashion. Daí foram acrescentados o conceito de não consumismo e ecologicamente correto. O vintage é hoje um estilo de vida e grande segmento no mundo da moda.

‘Vint + age’ é uma expressão inglesa utilizada pelos produtores de vinho e significa ‘a idade do vinho’. Não refere-se somente a moda, na verdade, tudo pode ser denominado dessa forma. Basta ser referência nas décadas de 50, 60, 70 e 80, esse estilo transforma em tendência o melhor de todas as décadas.

Como qualquer estilo o segredo é moderar, nada de exageros. Blusinhas xadrez, calça cintura alta, blusa bambolê… O vintage hoje é usado para roupas usadas e de grife, que tenham um lugar importante e que possam definir o estilo de uma época.

Continuar lendo

Risqué coleção outono/inverno 2010 – Jóias Místicas

COLEÇÃO 2010 ESMALTE RISQUÉ - PEDRAS MÍSTICAS

A coleção outono/inverno 2010 dos esmaltes RISQUÉ está um arraso. São seis cores lindas: DIAMENTE ROXO; TURMALINA (que eu jurava que era verde…); CITRINO NUDE; TOPÁZIO PURPURA; PEDRA GRANADA; LÁPIS LAZUU. São cores lindas escuras para implementar seu look.

Aqui em João Pessoa mal chegou os esmaltes fluor, kkk. Ai as meninas do sul ficam postando as fotos em seus blogs e a gente aqui do Nordeste (principalmente Paraíba) ficamos só na inveja porque demora para chegar aqui, viu? Deve ser um erro de distribuição, falta de organização logística, nunca vi!

O site da Riqué ainda tem um espaço para profissionais se cadastrarem e receber dicas e amostras ;). Como eu tenho uma coleção profissional de esmaltes, eu posso! Uma pena que o site é meio ruinzinho e testa sua paciência: você não consegue voltar; não consegue atualizar; você tem que abilitar pop-up…  Muuuuuito chato!

Linha Sealy

A Sealy cosméticos lançou uma linha de produtos especial para o cabelo das Nordestinas, porque sofremos com um calor de 40º com maresia (eu principalmente) e acredita que nossos cabelos devem ter um cuidado diferenciado.  Como muitos sabem o mercado de produtos para cabelos aqui no Brasil, principalmente, é um mercado que só cresce. Aposto que você não usa qualquer coisa para seu cabelo, não? E a iniciativa de criar um produto em especial para o Nordeste, pois somos quase um país dentro do Brasil, é pioneira e admirável.

A linda é bem ampla e é composta de Shampoos, Condicionadores, Creme para Pentear, Loção Hidratante e Higienizador de peças íntimas para nossa região com muito calor, sol, vento e poeira. Confesso não usei e nem pretendo usar. Por que? Calma!

Ao meu ver a campanha publicitária do produto cercou todos os campos há outdoor em toda cidade, busdoor, propagandas em rádio, televisão e revista, além de alguns patrocínios. As garotas propaganda são atrizes globais Monique Alfradique (carioca), Patricia Naves (mineira) e Tânia Kalil (paulista). Como vocês notaram mulheres de faixa etária e biótipos diferentes. A ideia era que o público se identificasse com uma delas. Acontece que para mim há um errinho, qual delas é Nordestina? Nenhuma! E como uma empresa quer fazer propaganda para Nordestinas sem nordestinas? Sinceramente, achei isso péssimo. Acho que no Nordeste há mulheres bonitas capazes de fazer uma propaganda dessa. Não me senti incluída por essa propaganda e sim excluída. Assim, como não apóio tal iniciativa. Não sou a favor desse produto.