De volta…

Quase 8 meses

Muita coisa aconteceu, muitos momentos se passaram. Momentos que deveriam estar aqui no blog e no entanto, não foram registrados. Nessas páginas eletrônicas meu cotidiano, sonhos e planos foram escritos, são 8 anos de historia!!!

Minha vida durante oito anos estavam aqui: encontrei um amor de carnaval, comecei a namorar, noivei, passei num concurso e, podem acreditar, casei, mudei de cidade e hoje sou mãe (mãe!!!). E os papeis foram só acumulando: mulher, cidadã, filha, irmã, esposa, mãe…


Vocês perderam esses últimos momentos, essa jornada para o amadurecimento. O tempo passou… E hoje eu tenho 30 anos. De repente, os trinta chegaram como se eu tivesse piscado e pisquei, tantas vezes que nem sei. E engraçado que a música que eu mais me identificava “amanhã é 23” (há 20 anos você nasceu, ainda guardo um retrato antigo…) já não faz muito sentido, pois hoje tenho 30! E é como se ainda tivesse 20, pois quando tinha 20 me sentia ainda uma adolescente, uma criança.

E dentro desse ínterim o vazio de quem gostaria de continuar escrevendo e não tinha oportunidade, inspiração. Mas escrever sempre foi uma necessidade. Antes de saber ler eu já era uma escritora, frustrada como sempre fui, mas era uma escritora. E as palavras ficavam encharcando meu coração, inundando minha alma. São nas palavras que eu me encontro, me compreendo e alivio toda a minha loucura.

Queria prometer voltar para não mais ir, mas é difícil. Difícil fazer uma promessa dessas.