Alice no País das maravilhas

alice-no-pais-das-maravilhas2

Desde sempre  “ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS” é meu livro favorito e Alice, por motivos óbvios, minha personagem favorita. Adoro essa menina de cabelos loiros, avental, seu coelho branco e louco mundo que Lewis Carrol criou para ela. Outro dia cai de amores por uma camiseta da Alice na C&A, mas como sou peituda ^^, não pude comprá-la pois Alice, coitada, ficou toda deformada. Um dia ainda chego lá! Algum tempo venho planejando esse post, mas queria fazê-lo completo, então, só pude fazê-lo agora, espero…

imagem

  • O livro: 

“Alice no país das maravilhas” conta a história de Alice uma menina de cabelos longos e loiros, que ao seguir um coelho branco cai num outro mundo – o país das maravilhas – que embora seja encantado não é aquilo que podemos chamar de “lugar dos sonhos“. Lá as criaturas tem vida, como num conto de fadas ou fábula, coelhos, flores, gatos e lagartas tem vida. O gênero literário é nonsense (expressão utilizada para designar algo sem nexo).

alice-maravilhas

“Alice no país dos espelhos” é a sequência desse livro encantado. Novamente Alice encontra um mundo cheia de fantasia, surreal e encantado ao decidir atravessar o espelho. Assim que atravessa o espelho, Alice percebe que esse mundo é totalmente imprevisivel e sua noção de tempo e espaço bem diferentes da que ela conhece. A história torna-se interessante quando ela num jogo de xadrez tem que se tornar a rainha.

valuiska02

Como falei para vocês são livros maravilhosos que inspiraram outras histórias e outros universos que nós conhecemos bem, ou vocês acham que J.K. Roliwng tirou a história de xadrez humano em Harry Potter e a Pedra Filosofal do nada? 

Outros livros foram inspirados nessa celebre história como:

“Coraline e o mundo secreto” (ainda não assisti ao filme, mas já li o livro) – O romance de Neil Gaiman conta a história de uma menininha chamada Coraline que ao mudar-se para um apartamento descobre um mundo paralelo ao seu, identico ao seu, só que com ratos falantes, gato falante, no entanto, todos tem olhos de botão.

coraline

Para vocês que não sabem esse romance virou filme e, pelo menos o livro, é muito bom. A Coraline é dublada por Dakota Fanning. O livro vem sendo considerado pelos críticos como “Alice no País das Maravilhas moderno” e é tão gostoso, tão divertido que você lê numa tarde. Quem quiser curtir, vale a pena! Neil Gaiman tem um modo de narrar a história de forma inesplicável, ela consegue correr solta como se Coraline estivesse ao seu lado contado toda a história.

“Um jogo de você”, não sei exatamente que gênero pode ser enquadrado – quadrinhos?, literatura?, não sei! – Conta a história de Barbie que mora em um apartamento minusculo e vive sem dinheiro, mas quando dorme ela é a esperança de um país imerso em guerra.

O livro faz uma analogia declarada a Alice nos país das maravilhas. A personagem lembra a garotinha e há heróis de fábulas… E o autor, Neil Gaiman, nunca negou que fosse fã das histórias de Lewis Carrol.

  • Cinema

alice no pais das maravilhas

“Alice no país das maravilhas” (1951) quem nunca assistiu a esse desenho que atire a primeira pedra. Essa garotinha já encantou suas tardes de domingo, quando todos assistiam ao Faustão e você ficava no quarto acompanhando-a em uma aventura no “País das Maravilhas”. Eu já assisti mais de 10 vezes! E simplesmente, a-do-ro!

As vezes penso em colocar o nome da minha filha de Alice, por causa desse filme, fico pensando nas lembrancinhas algo do tipo “Alice acabou de chegar ao país das maravilhas” com aquele gato listrado, o quarto todo decorado com desenhos do país das maravilhas e na estante, claro, os livros que inspiraram seu nome.

Recentemente a Disney anunciou o lançamento de mais um filme, esse com direção de TIM BURTON (farei um post sobre ele), e terá Jonnhy Depp como chapeleiro louco, Anne Hathaway como rainha branca (você vai dizer: “Peraí, Dy, não há rainha branca em Alice no país das Maravilhas!”, e eu responderei em breve) e outros. Quem assina o roteiro de adaptação é Linda Woolverto a mesma que fez o roteiro de Rei Leão e “A Bela e a Fera”. Gostaram? O filme estréia 10 de abril de 2010 e você não perde por esperar.

Anne Hathaway, como Rainha Branca e segurando o Dormigongo (foto1)

Anne Hathaway, como Rainha Branca e segurando o Dormigongo (foto1)

Helena Bonham Carter, como Rainha de copas com o bebê que virou porco  (foto1)

Helena Bonham Carter, como Rainha de copas com o bebê que virou porco (foto1)

Johnny Depp como Chapeleiro Louco segurando a Lebre de Março ou Lebre Maluca (foto 1)

Johnny Depp como Chapeleiro Louco segurando a Lebre de Março ou Lebre Maluca (foto 1)

 Mia Wasikowska como Alice segurando o coelho Branco (foto 1)

Mia Wasikowska como Alice segurando o coelho Branco (foto 1)

Mais fotos da gravação

Mais fotos da gravação

Alice e o coelho branco Alice e o coelho branco
Alice e os irmãos  Tweedle-Dee e Tweedle-Du (Matt Lucas). Alice e os irmãos Tweedle-Dee e Tweedle-Du (Matt Lucas).
Alice no jardim das rosas Alice no jardim das rosas

Quem não leu os livros de Alice, eu recomendo que comecem a ler para não ficaram perdidas no tempo e espaço, pois “Alice no País das Maravilhas”, não se trata de um remake do desenho.

“Alice, agora com 17 anos – representada pela atriz Mia Wasikowskavai  a uma elegante festa e desobre que foi pedida em casamento, no meio da festa na frente de toda a sociedade esnobe. Assim que foge ela reencontra o coelho branco, quando o segue, vai para no País das Maravilhas, o mesmo lugar que havia visitado há 7 anos atrás, quando tinha apenas 10 anos só que não lembrava”.

Alice prestes a encontrar a lagarta Alice prestes a encontrar a lagarta

Como vocês podem ver e eu já havia alertado, Alice passou pelas duas aventuras retradas nos livros (a rainha Branca é a personagem do segundo livro) antes de encarnar essa terceira aventura.

Então, se você não quer ficar por fora ou voando que nem um balão eu recomendo que comece, desde já a ler cada uma das histórias e embarcar em abril do ano que vem nessa aventura.

alicecenario005

Você pode comprar a edição encadernada no submarino.com com as duas histórias – ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS e ATRAVÉS DO ESPELHO O QUE ALICE ENCONTROU LÁ -, custando R$75,00, segundo a Lia, o livro é grandão e lindo, tem as ilustrações originais do John Tenniel, cheia de comentários e etc.

alice_edicaocomentada001

lewiscarroll_kitty003lewiscarroll_kitty002

alice 23

alice_17651_lg

alice-wonderland-caterpillar1

A editora Martin Clarie também tem esses livros: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS e ALICE NO PAÍS DOS ESPELHOS, numa edição mais simples e separada, há as mesmas ilustrações do John Tenniel, custando cada uma 10,50. E você pode comprar esses dois livros no CARREFOUR, o melhor ainda, é que não pagará frete (pois você irá até a loja) e pagará somente R$9,90. Mas você sabe que não são só esses três lugares que vendem livros, não é?

alice44

Os livros já se tornaram patrimônio cultural da humanidade, então, não há nenhum problema se você decidi baixá-los na internet, só que eu acho que não tem o mesmo prazer de folheá-lo ou guadá-lo na estante. Mas nem todo mundo se importa com isso ou tem dinheiro para sair gastanto. E já que não é crime é só baixar aqui: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS (ou aqui)e ALICE NO PAÍS DOS ESPELHOS (ou aqui).

Ainda há fatos controversos sobre a origem dos livros. A estranha relação entre o autor e da garotinha com então 7 anos, Alice. Alguns afirmam que o Lewis Carroll era um pedófilo. Na verdade, eu pouco me interesso pelo assunto. Principalmente, sabendo que na época era comum que os homens se apaixonassem por criancinhas. Quem se lembra da história de Maysa e seu primeiro marido? Ele se apaixonou por ela quando ainda era criança.

Para tentar elucidar a relação dos dois Martin Gardner, um dos maiores especialistas em Carroll e sua obra no mundo. Gadner elaborou um texto paralelo as histórias de Alice revelando tudo sobre o autor e seus personagens. Ele também se questiona o porque das crianças contemporâneas se interessarem por Harry Potter e seu mundo fascinante e não possuirem interesse no livro “Alice no País das maravilhas” (ao meu vê falta marketing). O autor afirma que “As crianças de hoje sentem-se aturdidas e às vezes apavoradas pela atmosfera de pesadelo dos sonhos de Alice. É apenas porque adultos – cientistas e matemáticos em particular – continuam a apreciá-lo que os livros de Alice têm sua imortalidade assegurada”.

Carroll costumava andar com o saco preto cheio de brinquedos ou objetos que pudessem chamar atenção de crianças, mas nenhuma dela despertou-lhe tanto interesse quanto Alice Liddell, com quem encontrou numa tarde de verão. O blog “Diga não a erotização infantil” trás mais informações sobre esse assunto.

A pequena Alice Liddell, em uma pose considerada sensual para época

A pequena Alice Liddell, em uma pose considerada sensual para época

Espero que curtam o livro e que minhas dicas sirvam!

Anúncios