Medo de dirigir e comprinhas

Outro dia li uma reportagem que falava sobre “superar seus medos” e vi uma mulher dizendo que  fazia anos que convivia com os mesmos medos sem enfrentá-los. Sentia-se um exemplo de fraqueza, sentia-se envergonhada diante dos filhos e menor próximo as outras pessoas. Para ela o seu medo era o pior dos seus defeitos e tinha muita vergonha de tê-lo. Não sei dizer qual o limite entre medo e fobia, para avaliar se o medo dessa mulher já era uma fobia ou continuava sendo medo. Mas quando li seu medo, medo do trânsito. Para ela esse era um grande problema, pois não conseguia dirigir, não confiava em outras pessoas dirigindo e ficava sempre tendo crises me ansiedade quando estava no carro com outra pessoa no volante ou quando seus filhos saiam com alguém (fosse seu ex. marido, pai das crianças, ou algum familiar). Fiquei meio envergonhada, também tenho medo de enfrentar o trânsito – mas não na proporção dela. Tenho medo dos pedestres, dos outros veículos… Na reportagem só falava do medo dessa pessoa e até o fechamento da matéria ela não tinha enfrentado seu medo.

Não nego, comigo acontecia (passado porque vou superer) algo semelhante, eu me sentia menor que as pessoas ao meu redor por ter medo. E nunca confessava que tinha (ainda tenho) medo de dirigir. Já tentei tirar a carteira de motorista mas a sensação de “não posso” foi maior e desisti, me sentir inferior as outras pessoas me fazia muito mal.

Natalício sempre fala que eu posso, eu vou conseguir e que seFulaninha que andou quase dois bairros com o freio-de-mão puxado pode, eu também posso”.

Agora, decidi que esse ano seria um ano de mudanças em minha vida e que a procastinação e o medo não se encontrariam no meu dicionário. Decidi que em 2010 seria uma guerreira.

Para que isso aconteça, tive que encarar meu medo e aprender a dirigir. Já passei pelas três primeiras fases e em breve estarei pegando o carro. Se fosse dá um conselho: VAI FUNDO. Não deixe que o medo o/a impressa de tentar. Que a sensação que tem de inferioridade lhe faça recuar. Se você é igual a todos os outros e todos os outros conseguem, porque não você? Pague quantas aulas extras precisar, não tenha medo de pedir ajuda. Você pode!  

Eu sei que para muitas mulheres é bem difícil (eu o/, por exemplo), mas tem que ir fundo. Eu tentei uma vez, mas como contei a vocês sou uma procastinadora de primeira. Então, esse é a segunda vez que tento tirar a carta e agora vou até o fim. 

http://www.medos.com.br/medo-de-dirigir/

Mudando de assunto…

Quando cheguei em casa, finalmente, chegou meu livro – “ALICE, aventuras de ALICE no país das maravilhas & Através do Espelho e o que ela encontrou por lá“. Custou R$15,90 e fazia um tempão que eu estava sonhando com esse livro.  Os livros de ALICE estão “saindo como água” devido ao lançamento do filme da Disney de TIM BURTON – ALICE. O livro conta a história de ALICE 15 anos depois da visita ao país das maravilhas e o País dos Espelhos, não sei como chama.

Como toda “garota sem tempo” que se prese estou com uma lista infinita de livros para ler:

Alice – aventuras de Alice nos País das Maravilhas & Através do Espelho e o que ela encontrou lá;

Orgulho e Preconceito;

 Melancia; Que legal, descobri que tem uma versão mais barata do livro na SARAIVA por 17,90

 

Anúncios

2 comentários sobre “Medo de dirigir e comprinhas

  1. Fulaninha disse:

    Olá Sicraninha.
    Assustada por eu comentar um post seu? Será que eu não teria nenhum motivo para isso? Eu creio que sim, já que uma situação que você abordou tão “carinhosamente” aqui foi um fato que aconteceu exatamente comigo. Fora que para você eu deva ser a “Fulaninha” mesmo. Não imagina a minha felicidade por você, do nada, me dar motivos para fazer um comentário nesse blog tão “cultural” e “nada fútil”.
    Pois bem, ironias a parte (que achei adequadas para introduzir a primeira guerrinha pessoal, de egos, que tive na vida), me sinto a vontade para falar o que penso a você, já que de você eu possa esperar muita coisa ruim, mas um coisa que você jamais vai conseguir é me pôr medo.
    Realmente é cara de pau minha voltar a ler seu blog luxo/lixo mais uma vez. Mas acredite, eu tenho motivos que você sequer pode imaginar para isso e que não tenho a mínima necessidade em lhe revelar. Mas uma coisa que faço questão de lhe dizer (e é algo óbvio) é que o que faz as vezes eu vir aqui é por sempre acreditar que você pode se superar, e soltar alguma coisinha contra mim, produto desse conflito nosso que você criou. Não me importo que conte piadinhas sobre mim para suas amigas, seu namorado e afins, ou que você escreva esse tipo de besteira num diário ou qualquer coisa sigilosa que preferir. Porém, a partir do momento que você usa um instrumento de acesso livre, a internet, para escrever esse tipo de coisa, lhe confesso que passo a me importar sim. Ao contrário de você, não preciso escrever coisinhas sobre os outros numa tentativa de me auto afirmar. Ai lhe questiono: por quê você se dá ao trabalho de fazer isso? Será que sou tão importante assim? Não se garante não? É mais uma menininha insegura que se vê ameaçada por uma “amiguinha” do namorado? Cada piadinha sua só pode me responder que você se importa, que não se garante, que é uma insegura e eu sou sua grande ameaça. Quanta coisa eu sou né?! Então, para lhe tranquilizar, revelo que você não tem motivo algum para se preocupar, visto que sou “ex-amiguinha” do seu namorado, e não há condições de voltar a ser alguma coisa. Fora que eu não entendo por que eu mereça mais “consideração” sua do que até uma ex dele. Me poupe. Acredite que, se ele é o cara perfeito, você para ele é um poço de candura e perfeição também. Não duvide. Concerteza formarão uma família digna de fazer comercial de margarina, plasticamente perfeita e feliz. Por isso não fique arrumando sarna para se coçar, alimentando briguinhas de ego com alguém que se encontra praticamente fora da vida do seu namorado, alguém que foi SÓ AMIGA dele e que quer de verdade esquecer a existência desse casalzinho perfeito e enjoado. Para que fazer intriga, causar barulho no seu namoro, por alguém que jamais ameaçou você? Fora que os olhares de Licinho, ops… Natalício, são todos seus. Para que então se importar com alguem tão inofensiva quanto eu?
    Mas, lhe apresento a solução de todos os nossos problemas: não escreva mais nada sobre mim, não perca tempo com isso, e então você pode contar que na vida do seu querido namorado eu não vou aparecer mais. Caso contrário, se houver mais um post seu, onde entre linhas você se refere a mim, lhe prometo que ligarei para ele, se preciso for vou na casa dele, faço um barulhinho que pode incomodar a noite de sono de vocês e ainda posso aprender a usar a internet exatamente do jeito que você usa. Não é um bom negócio? Posso acreditar que você é muita coisa ruim, mas BURRA creio que não é, e irá aceitar essa magnífica proposta de acordo.
    Bom, a Fulaninha já falou tudo o que tinha que falar. Se não entendeu, peça para seu namorado traduzir, já que primeiramente li com muita calma todo esse comentário para ele e assim tentei evitar que você, ao ler, corra para seus braços chorando e fazendo cena como a meninha que levou uma surra da ex-amiguinha malvada do namorado. Nada restando mais a falar, espero sinceramente não ter mais motivos para me manifestar para nenhum dos dois.

    • garotasemtempo disse:

      Fulaninha, supere isso! Se você não gosta do meu blog pare de ler, se não gosta de mim me esqueça, se não quer amizade não finja querer. Se meu blog é um lixo pare de se lambuzar com ele. Siga sua vida! Simplesmente, siga em frente. Acredite, essa energia negativa só faz mal a você. Não entendo como uma pessoa que me odeia e odeia o meu blog e minha vida tem o prazer de se torturar lendo ele. Acho que seu problema é justamente isso, não consegue seguir em frente. Vive procurando motivos para se magoar, se irritar e sofrer. Se não quer saber de mim, esqueça meu blog, meu orkut (sabe-se lá…), ou sei lá o que mais…
      Supere isso! Supere esse ódio! Essa tristeza no seu coração, deixe-se amar e ser amada. Seja feliz. Não adianta me ameaçar ou qualquer coisa, apenas siga em frente. Felicidades!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s