E eu fiquei vendo Santa Rita, curtindo os lugares as praças sobre a narração de Josean, amigo de Natalício. E fiquei pensando o quanto gostaria de morar num lugar assim. Talvez por isso, essa vontade de voltar a Pombal. Ter uma praça para passar o final da  tarde, caminhar até a casa da vizinha (que por um acaso é sua tia). Levar nosso filho a pé até a escola.

Acho que já contei a vocês que morei num lugar assim, o conjunto onde passei minha infância – Conjunto Água Fria. Um lugar como poucos que você poderá vê nesse país, um pedacinho do interior no meio da capital. Quando a vizinha fazia um bolo deixava um pedaço na minha casa, faltava um ovo ou manteiga buscávamos na casa da vizinha. Quando havia aniversários toda a rua estava convidada e nas férias não faltava lugar para a gente ir. Todos os portões estavam abertos. Nesse mesmo lugar havia festa de São João, Natal, Gincana e Olímpiadas. As mulheres organizavam o mês de maio para haver novenas em todas as casas e no último dia era uma festa com crianças vestidas de anjinho carregando a santa ao som da AVE MARIA. É com muita saudade que lembro do conjunto que passei minha infância.

Em lugares assim a qualidade de vida superior a que temos em João Pessoa, onde está cada vez mais difícil caminhar a pé pela cidade, andar de bicicleta ou qualquer coisa sem ser assaltado. E olha que essa ainda é uma cidade como poucas.

Mas a vida ainda é simples e boa. Em Santa Rita não teríamos parentes próximos, em Pombal não teríamos o mar ou o clima de João Pessoa. Em João Pessoa falta a paz de viver em Pombal, só que ainda há a paz. Acho que não dá para juntar tudo num canto, né? A paz que há naquelas ruas de Santa Rita, minha família de Pombal, a qualidade de vida do conjunto e a localização e o clime de João Pessoa

MuDAnDo De AsSUnTo

Alguns dizem que “a vida imita a arte” outros que é o contrário “a arte imita a vida”, mas isso é uma questão de “ovo ou galinha”? Quem surgiu primeiro a vida ou a arte? Se Deus criou o mundo e no sexto dia o homem e se Deus for o primeiro artista, e ele veio primeiro que o homem, então, a arte chegou primeiro… Se a arte for dom divino dado ao homem, o homem surgiu primeiro. Como disse, questão de “ovo ou galinha”.

O público não se interessa em vê um mundo distante do seu, atitudes pouco humanas no personagem. Por isso, hoje, os protagonistas estão mais próximos da nossa realidade, com atitudes normais e humanas. As personagens hoje estão sujeitas a ataques de fúria, ciúme e ódio, tudo dentro da normalidade e sempre dispostos a pedir perdão – nem que seja ao público. Os autores não se isolam para construir um personagem, “eles vão aonde o povo estar”, querem ver a realidade. Porque o povo quer reliadade, querem se vê na ficção.  Quando rodas de amigos se reunem para discutir as atitudes do personagem ou tem empatia com a personagem. Pode apostar o autor conseguiu cumprir sua missão de transformar trechos do mundo em seu mundo.

Onde você acha que Manoel Carlos tira inspiração para criar suas Helenas? Em uma reportagem, ele disse, que a história da Helena vivida por Vera Fisher – uma mulher que relaciona-se com um rapaz mais novo que depois apaixona-se por sua filha – foi uma história que contaram a ele. E “Senhora do Destino?”? Quem não se lembra da história do menino Pedrinho que foi roubado da maternidade?

Você faria a mesma coisa que Maia? Fingiria que o filho que está esperando de outro é o do seu marido? Ou revelaria a verdade, renegando sua vida, o futuro do seu filho e as tradições familiares? Ou como Abel perdoando o amor de sua vida que lhe traiu? Aposto que você pensou “não ou sim”, “sim ou não”. O caso é que já houve ou haverá um personagem que você identifique. Por isso, essa identificação nossa com as personagens. Com que personagem você se identifica ou se identificou?

Então, não se espante quando você pensar “Minha vida daria uma novela…” ou “Será que a Globo filma minha casa?”, provavelmente você já pode encontrar partes de sua história numa novela. Eu que enterrei minha mãe um dia depois do Natal, meu pai foi viver com a esposa em outra casa, fiquei sozinha com meu irmão,  sofri com sogra, tive um namoro proibido estilo Romeu e Julieta, perdi minha melhor amiga, fiquei muito só, conheci o amor da minha vida pela internet e percebi que ele estáva sempre ao meu lado, tive problemas com a ex. namorada do meu namorado, sofri fofoca de mãe de melhor amiga dele, sei que ela me odeia e agora lanchei com ex. namorada de namorado e simplesmente gostei dela e de sua família. Poderia ser uma Helena, quem sabe? Sua vida também não daria uma novela? Aposto que já pensou no enredo, não?

Onde quero chegar com essa loucura toda? Vocês já assistiram ou leram “O DIÁRIO DE B.J” ou “O DIÁRIO DE ANNE FRANK”? Todos eles são filmes/livros baseados em diários (real o ficcção) o que mostra que o cotidiano ou uma ideia simples pode virar um livro, pode ensinar a alguém alguma coisa. Eu penso que gostaria de ter diários da minha mãe, mas a única coisa que eu tenho é uma carta que ela escreveu para mim quando eu tinha 10 meses (mas é o que tenho). Penso que em 2010 vocês deveriam começar um diário algo simples contando sonhos, planos e o cotidiano. Começar um diário, pegar um caderno e começar a escrever tudo que pensa, momentos de sua vida, decepções e emoções. Colocar tudo no papel e deixar para a posteridade. Como vocês podem vê eu já faço isso, já tenho minha terapia contra as meus nêuras, eu tenho esse blog. Escrevo tudo que penso nele e estou sempre sujeita a retratação, em parte ou por inteiro. Vejo que se aproximando você percebe que a coisa é menor, conhecendo você pode esquecer, passar, gostar ou sobreviver. 

Anúncios

Um comentário sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s